RAI

A Residência de Autonomização e Inclusão  funciona mediante o acordo de cooperação com a Segurança Social, estabelecido para 5 Pessoas Servidas.

Destinatários: Pessoas com deficiência e/ou incapacidade, com idade igual/superior a 18 anos, as quais, mediante apoio, possuem capacidade de viver autonomamente.

Objetivo da RAI:  A RAI prossegue, designadamente, os seguintes objetivos:

  1. Disponibilizar alojamento e apoio residencial permanente ou temporário;
  2. Promover a igualdade de direitos e oportunidades de autodeterminação e participação plena nas várias esferas da vida em sociedade;
  3. Promover um modelo de funcionamento comunitário, com o objetivo de facilitar o aumento das relações sociais e os níveis de funcionamento na comunidade;
  4. Promover a construção progressiva da autonomia e independência no desenvolvimento das atividades da vida diária, e da participação social e comunitária;
  5. Desenvolver competências pessoais, sociais, escolares e profissionais através de programas de apoio individualizado e específicos;
  6. Promover um modelo de apoio centrado na pessoa, nas suas necessidades, na sua liberdade de escolha, na realização do seu potencial e na sua satisfação;
  7. Contribuir para o bem-estar físico e emocional e a melhoria da qualidade de vida nas suas diferentes dimensões;
  8. Proporcionar oportunidades dignificantes e significativas baseadas nas prioridades de cada pessoa e nos apoios de que verdadeiramente necessita para funcionar, o mais independentemente possível, nos seus contextos de vida;
  9. Promover um modelo de apoio integrado e holístico, orientado para as reais necessidades e focalizado na promoção da autonomia, da vida independente e da qualidade de vida;
  10. Promover a iniciativa e a responsabilização progressiva em relação às decisões e aos projetos individuais.

 Atividades serviços disponibilizados: 

  • Alojamento e apoio residencial inclusivo, de tipo familiar, com condições de salubridade, conforto, segurança, privacidade, acessível e adaptado às necessidades dos seus residentes;
  • Atendimento e acompanhamento psicossocial individualizado;
  • Definição de um Plano Individual de Autonomização (PIA) a definir segundo os interesses, hábitos, necessidades e espectativas da pessoa residente;
  • O modelo de apoio residencial inclusivo compreende:
    • Atividades domésticas;
    • Saúde e higiene e cuidados pessoais;
    • Desenvolvimento de competências necessárias à participação ativa na comunidade;
    • Acesso aos recursos da comunidade;
    • Acesso a produtos ou tecnologias de apoio à funcionalidade e à autonomia.

São critérios de admissão na RAI os seguintes:

  1. a) O candidato deve ter idade igual ou superior a 18 anos;
  2. b) Existência de uma deficiência/incapacidade;
  3. c) Inexistência de apoio familiar ou de capacidade para garantir as condições mínimas de apoio;
  4. d) Situação de carência económica, que não garanta a sua subsistência;
  5. e) Residir num dos concelhos de abrangência da Vários;
  6. f) Ter capacidade de, mediante apoio, viver autonomamente;
  7. g) Frequência de outra resposta social da Vários;
  8. h) Vontade expressa do/a candidato/a em frequentar a Residência de Autonomização e Inclusão.

Mediante o apoio individualizado, a RAI articula com entidades, serviços e programas da comunidade, para que sejam proporcionadas condições para a concretização de um projeto de vida autónomo e inclusivo. 

Diretor Técnico: Marta Sousa